Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

Testes fazem parte do processo de certificação militar da aeronave

 

A Força Aérea Brasileira realizou, de 22 de julho a 17 de agosto, na Ala 3 (Canoas – RS) e Ala 4 (Santa Maria - RS), mais duas fases da Operação Caxiri 2019, visando ao desenvolvimento e certificação do sistema de reabastecimento em voo do KC-390 e qualificação de par com os caças A-1M e F-5M.

 

Após dias de preparação e ensaios em solo, a primeira transferência de combustível em voo da história do KC-390 foi realizada com êxito na tarde do dia 28 de julho. Decolando da Ala 4, o caça A-1M comandado pelo Tenente Coronel Aviador Marcelo Bittencourt Vautier Franco, piloto de testes do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), visualizou seu reabastecedor (tanker) – que havia decolado da Ala 3 – a 9 mil pés, próximo à cidade de Santa Cruz do Sul, e realizou a primeira missão de REVO na mangueira esquerda.

 

 

Em depoimento, o Oficial relatou sua sensação sobre o voo: “- No momento em que cheguei à ala esquerda, onde visualizei o KC-390 com as mangueiras estendidas, percebi que um dos momentos que sonhava, depois de me formar no curso de ensaios em voo, estava acontecendo. Finalmente, eu estava participando de uma campanha cujo impacto mudaria os rumos da Força Aérea”.

 

Um dia depois, foi a vez do primeiro reabastecimento efetivo de combustível entre o KC-390 e o F-5M, executado pelo Major Aviador Alisson Henrique Vieira, também do IPEV. “- É uma grande satisfação participar da campanha de certificação do reabastecimento em voo da aeronave KC-390. Estamos explorando as diversas configurações das aeronaves A-1 e F-5 visando certificar o maior envelope de voo possível”, ressaltou o militar.

 

 

 

Sobre o trabalho de Certificação

 

Desde a concepção do projeto até a entrega da primeira aeronave, realizada ontem (4 de setembro) na Ala 2 (Anápolis – GO), a Força Aérea Brasileira, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), tem acompanhado e auxiliado a EMBRAER na execução de uma ampla gama de ensaios, que visam à certificação das capacidades militares do KC-390. Considerando todo o processo de certificação militar, 1.092 requisitos deverão ser confirmados até o reconhecimento total das capacidades operacionais do KC-390 por parte do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), autoridade de aeronavegabilidade militar brasileira.

 

A certificação emitida pelo IFI está prevista para ocorrer até o primeiro semestre de 2021, e engloba o trabalho de 74 pessoas, entre militares e civis, que atuam na Divisão de Certificação de Produto Aeroespacial do Instituto. Envolvidos no processo, há 30 profissionais empregados de acordo com a Lei Federal nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993, que regula a contratação de pessoal temporário por tempo determinado para atender a excepcional interesse público. Tais profissionais tiveram seus contratos renovados até 30 de junho de 2021 pela Medida Provisória nº 887/2019, que ainda demanda aprovação do Congresso Nacional.

 

Os ensaios de desenvolvimento e certificação militar do KC-390 são gerenciados pela Divisão de Projetos do DCTA e pela Divisão de Certificação de Produto Aeroespacial do IFI, que trabalham em cooperação com o IPEV e a EMBRAER, bem como em estrita sintonia com a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), responsável pelo contrato de aquisição de 28 modelos do KC-390 para a FAB.

 

 

Além disso, o Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV) disponibiliza pilotos, engenheiros e instrumentadores para executar e/ou acompanhar os testes necessários junto à EMBRAER. No caso em particular, o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) disponibilizou mísseis MAA-1A e pessoal especializado em material bélico, devido à necessidade de realizar testes em diferentes configurações das aeronaves A-1M e F-5M. Nesse ínterim, também foram utilizados materiais disponibilizados pelo Comando Geral de Apoio (COMGAP) através dos Esquadrões de Logística (ELOGs) da Ala 3 e da Ala 4.

 

Completando a equipe da FAB empregada neste momento da Operação Caxiri, havia quatro militares - designados para atuar no KC-390 na Ala 2 – acompanhando os procedimentos de reabastecimento em voo executados pela tripulação da EMBRAER. Tratou-se de um Oficial Aviador, um Mestre de Cargas (Load Master) e dois ACMs (Auxiliary Crew Members), que apoiaram a execução das atividades (de REVO ou outras) no interior da aeronave.

 

 

 

Publicada em 4 de setembro de 2019

 

Fonte: DCTA, por Sgt Anderson

Fotos: IAE, por Sgt Frutuoso

O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), órgão central do Sistema de Inovação da Aeronáutica (SINAER), promoveu dois eventos de capacitação na área de Gestão do Conhecimento para os Gestores de Inovação do Sistema.

O primeiro evento, Curso Básico de Gestão do Conhecimento, ocorreu no período de 19 a 23 de agosto e o segundo, Workshop do Modelo IPEA de Gestão do Conhecimento, em 26 de agosto de 2019.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) é uma fundação pública federal vinculada ao Ministério da Economia que fornece suporte técnico e institucional às ações governamentais para a formulação e reformulação de políticas públicas e programas de desenvolvimento brasileiros.

A abertura do Curso Básico de Gestão do Conhecimento foi presidida pelo Adjunto do Núcleo de Gestão da Inovação (NGI), Coronel Aviador da Reserva Cesar Augusto Laboissiere, que destacou: “este é o primeiro evento de capacitação e formação de recursos humanos na área de inovação promovido pelo SINAER. Nesse sentido, a intenção é desenvolver maior sinergia entre os elos do Sistema”.

Em seguida ocorreu a Aula Inaugural, com o Sr Roberto (Beto) Valle, da empresa Impakt Consultoria. Intitulada “Gestão do Conhecimento nas Organizações do Século XXI”, abordou a necessidade de fortalecer os três capitais de uma instituição: o humano, o estrutural e o social. Nesse ínterim, “é importante realizar um gerenciamento do conhecimento, visto que a gestão do conhecimento como capacidade operacional só tem validade se possuir bem definido os papéis, indicadores e as ferramentas”, ressaltou o palestrante. Para ele, “o conhecimento é o motor da economia e de inovação do século 21”.

 A Abertura do Workshop do Modelo IPEA de Gestão do Conhecimento foi presidida pela Coronel Aviador Douglas Sabadini Marques, Chefe do NGI, que deu as boas vindas aos participantes e apresentou o Doutor Fábio Ferreira Bastista, palestrante do Workshop. Por fim, ressaltou a importância da capacitação de recursos humanos na área de Gestão do Conhecimento.

O objetivo das formações é capacitar os Gestores de Inovação das Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) que compõem o SINAER, a fim de permitir que possam atuar em suas estruturas viabilizando a implantação de uma gestão do conhecimento que permita o fluxo do conhecimento ao longo do tempo, mantendo ativo o capital humano, o capital estrutural e o capital social da Organização, nas áreas de pesquisa, desenvolvimento e inovação”, ressaltou o coronel.

 

Fonte: NGI / DCTA

Fotos: IAE, por Sgt Frutuoso

O Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Tenente Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, recebeu a visita do Diretor Interino do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Doutor Darcton Policarpo Damião, no dia 2 de setembro de 2019.

Após um almoço de boas vindas, o Diretor do DCTA o recebeu em sua sala, onde conversaram sobre o alinhamento de ações em busca da otimização de recursos e meios para viabilizar a execução das atividades previstas no Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE).

 

 

Em seguida, enfatizou que a Agência Espacial Brasileira (AEB) é o grande protagonista do programa espacial, de maneira que o Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), a cargo da Força Aérea Brasileira (FAB) segue em sinergia com o planejamento das grandes ações do PNAE.

Por sua vez, o Doutor Darcton agradeceu a acolhida e reforçou o discurso de cooperação, citando a modernização da subestação de energia elétrica que atenderá às duas instituições, numa abordagem de compartilhamento de meios, a partir do esforço conjunto para a sua viabilização orçamentária.

 

Publicado em 3 de setembro de 2019

Fonte: DCTA, por Cel R1 Carlos Alberto

Foto: DCTA, por Sgt R1 Roberto

Neste último domingo (11/08) em que foi comemorado o Dia dos Pais, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), sob a coordenação da Comissão de Obras do DCTA, realizou a 1ª Corrida Santos Dumont 2019. Antes do início da corrida ocorreu o hasteamento do Pavilhão Nacional com a presença do Chefe do Subdepartamento de Administração (SDA), Brigadeiro do Ar José Agnaldo de Moura. A largada e a chegada ocorreram no Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB), local onde é preservada a história da indústria aeroespacial.

"A motivação da corrida nasceu de uma perspectiva do Comando de que temos uma pérola, que é o MAB, que é pouco conhecido pelo público, então resolvemos fazer uma corrida pra trazer este público que coincidiu o Dia dos Pais homenageando o Pai da Aviação e a ideia foi aceita" declarou o Presidente da CO-DCTA, Coronel Engenheiro Frank Cabral de Freitas Amaral.

A CO-DCTA, com o apoio do GSD-SJ, K10 Marketing Esportivo e a ADCCTA, organizou o percurso de 5 km e 10 km, dentro da GUARNAE-SJ, sem interferir no acesso e fluxo de veículos que transitavam durante a corrida. "O resultado foi bem bacana e o pessoal curtiu bastante", concluiu o Presidente da CO-DCTA.

O corredor de 75 anos José Roberto Lamoza, oficial da reserva da Polícia Militar, faz parte da equipe Pernas de Aluguel que é um grupo de voluntários corredores que levam crianças, jovens e adultos com deficiência motora ou intelectual a participar de corridas de rua. “Eu comecei a correr com 68 anos e hoje participo de maratonas. A corrida do DCTA foi sensacional e o percurso foi bem planejado, sem trânsito e o ambiente ajudou”, destacou o atleta. O corredor já participou de 30 corridas este ano e pretende participar de todas promovidas pelo DCTA.

Ao final da corrida foi realizada premiação para os três primeiros colocados das categorias de faixa etária: 19 - 20/29 - 30/39 - 40/49 - 50/59 - 60+ e todos os atletas receberam medalha de participação.

 

Fonte: 1º Ten Isabele

A 21ª edição do Simpósio de Aplicações Operacionais e Áreas de Defesa (SIGE) acontece em São José dos Campos (SP) no período de 24 a 26 de setembro. Promovido pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), o evento tem caráter internacional e objetiva fornecer um espaço adequado para a discussão de questões relacionadas à pesquisa e ao desenvolvimento no âmbito da Política de Defesa Nacional.

Considerado um dos mais importante da área, reúne os setores acadêmico, industrial e operacional das Forças Armadas. “O objetivo do SIGE é estimular uma troca de experiências entre os participantes e debater sobre as áreas de ensino, pesquisa e desenvolvimento em áreas de Defesa”, afirma o coordenador geral do evento Tenente Coronel Aviador Silvio Roberto Assunção de Oliveira Filho.

A equipe organizadora do SIGE é formada pela Comissão de Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO) e conta com a participação voluntária de todos os alunos de mestrado e doutorado do PPGAO. O corpo de revisores dos artigos submetidos é constituído por integrantes da comunidade científica nacional e internacional, e integrantes do setor operacional das forças armadas e da indústria, com notório saber na área de Defesa.

 

Este ano, o SIGE conta 5 minicursos, sendo 4 ministrado por universidades estrangeiras e um ciclo de palestras, que também dispõe de pesquisadores de diversos países como: Suécia, EUA, Itália e França.

 

O Simpósio é uma importante oportunidade de levar o conhecimento desenvolvido na área acadêmica para a realidade operacional, tanto na indústria, quanto nas próprias Forças Armadas.

 

Faça sua inscrição através do site: http://www.sige.ita.br

 

 

Publicado em 3 de setembro de 2019

Fonte: ITA / DCTA

O Senhor Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, visitou o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) no dia 16 de agosto. A comitiva desembarcou na Sala de Autoridades do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo por volta de 9h30. O Ministro, acompanhado do Senhor Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antônio Carlos Moretti Bermudez, foi recebido pelo Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, com as honras militares de estilo.

 

Em seguida, o Senhor Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, apresentou o briefing institucional do Departamento no Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB), demonstrando o envolvimento do DCTA nos principais projetos estratégicos da Força Aérea Brasileira, como na aquisição dos caças Gripen e do KC-390. Além disso, as autoridades puderam ter contato com os principais feitos do Campus ao longo de sua história, como o primeiro carro movido a etanol e o Bandeirante, disponíveis para visitação no memorial.

 

Logo após, os participantes deslocaram-se para o Hangar X-20, onde havia uma exposição do Motor S-50, que é utilizado no Veículo Lançador de Microssatélites (VLM), uma maquete do 14-X, projeto do Instituto de Estudos Avançados (IEAv) de aeronave hipersônica, e uma aeronave A-29 instrumentada pelo Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV). Nesse ínterim, o Ministro explicitou o desejo da pasta em promover o desenvolvimento científico e tecnológico na área de defesa e aeroespacial, sendo o DCTA organização de vanguarda para a consecução desses objetivos.

 

 

Dando sequência à visita, o Ministro da Defesa conheceu o Centro de Competência em Manufatura (CCM), laboratório do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) especializado em todas as etapas do ciclo de vida de um produto, realizando pesquisas voltadas para o desenvolvimento da indústria, fomentando a inovação na área de manufatura.

 

Por fim, a comitiva deslocou-se até o showroom das obras da quadra H-8, realizadas pela Comissão de Obras do DCTA (CO-DCTA), para ampliação das capacidades do ITA em alojar novos alunos. Em sua despedida no refeitório, o Ministro da Defesa ressaltou que ficou impressionado com a capacidade técnica do Departamento e entusiasmado com o fato do ITA disponibilizar à sociedade civil uma grande quantidade de engenheiros bem capacitados.

 

Fonte: DCTA, por Sgt Anderson

Fotos: ACS DCTA

 

Na última sexta-feira (02/08) o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) promoveu a marcha administrativa a pé 2019 com a participação de mais de 1.600 militares da ativa, Prestadores de Tarefas por Tempo Certo (PTTC) e Servidores Civis.

Segundo o Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar "o objetivo maior é realizarmos um exercício militar, o que é previsto, para verificarmos posicionamento da tropa, o espírito de corpo, mas principalmente para quebrarmos a rotina e assim pudemos constatar que a marcha atingiu todos os objetivos pretendidos". Além disso, um dos objetivos é destacar os valores vivenciados na FAB, exaltados e constantemente por meio do Programa de Formação e Fortalecimento de Valores (PFV).

Antes de iniciar a Marcha, os militares e voluntários receberam instruções do 1S SGS Oberdan José da Silva sobre conceitos básicos de proteção contra incêndio como: prevenção de incêndio, propagação de fogo, fumaça e gases, materiais inflamáveis e tipos de extintores.

O percurso da marcha a pé foi de, aproximadamente, 10 km e 200 m, na área interna da Guarnae-SJ, passando por subidas e descidas, estradas não pavimentadas e enfrentando obstáculos. Todo o trajeto percorrido durou 3 horas pela tropa que realizou um alto horário para hidratação.

"O espírito de corpo a gente pode avaliar pela quantidade de civis e PTTC que, voluntariamente, participaram do exercício, por meio de convite e muitos deles compareceram. Além disso, tivemos vários cantos e gritos de guerra durante a tropa, sem nenhuma baixa, enfrentando 10 km e 200 m com total compreensão de todos e participação, então a tropa está de parabéns" encerrou o Diretor-Geral.

Após a Marcha, toda a tropa junto ao Diretor-Geral do DCTA realizou 10 flexões para marcar o evento e, logo após, participou de um almoço comemorativo.

 

Fonte: 1º Ten Isabele - IAE

Fotos: Assessoria de Comunicação Social do DCTA

Fim do conteúdo da página